Política de Cookies

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, registo e recolha de dados estatísticos.
Ao prosseguir a navegação com cookies ativos está a consentir a sua utilização.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela Garval.Saiba mais

Compreendi
BPF_prorrogação dos períodos de carência de capital
Linha de Apoio a Economia COVID 19 micro e pequenas empresas SPGM
Linha FIS CREDITO SPGM GARANTIA MUTUA
COVID-19 Apoio às Empresas dos Açores
Linha de Crédito Investe RAM Covid-19.
Multiplicamos Soluções
Multiplicamos Valor
Asset 4

Notícias

Programa Apoiar já pagou às empresas 685 milhões de euros

2021-04-27
Programa Apoiar já pagou às empresas 685 milhões de euros
O ministro do Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, adiantou que o programa "Apoiar” já pagou até ao momento 685 milhões de euros de apoio este ano, num total que ascende a 927 milhões de euros pagos desde o início da crise.

"O programa "Apoiar” até ao momento já aprovou 927 milhões de euros de apoio e já pagou às empresas 685 milhões de euros, sobretudo nos setores mais afetados”, disse esta terça-feira durante uma audição conjunta com a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, no seguimento do requerimento apresentado pelo PSD sobre a resposta económica e social à pandemia.

O governante explicou que no conjunto foram pagos 734 milhões de euros às empresas desde novembro no âmbito do Programa "Apoiar”, num total de 1.033 milhões de euros de apoio, com 91 mil candidaturas.

Questionado pelo deputado social-democrata Afonso Oliveira sobre o valor pago do programa "Apoiar Rendas”, Pedro Siza Vieira disse que foram recebidos 22.373 candidaturas, correspondente a um montante total de apoio de 62,3 milhões de euros, tendo sido procedidos pagamentos que ascendem a 25,3 milhões de euros.

O responsável governativo frisou ainda que desde o início no âmbito da linhas de crédito com garantia de Estado, foram concedidos 8,5 mil milhões de euros de financiamento, abrangendo 63 mil empresas, com um total de 870 mil postos de trabalho.

Pedro Siza Vieira traçou a evolução do programa Apoiar e das apoios ao emprego e à economia concedido, defendendo que o Governo tem "aprendido com a execução destes programas e reforçando ao longo do tempo”.
Ver todas as noticias